|  forum
 
Forum  


- 24/11/06 11:11 Várias vezes ouço a Ministra da Educação a referir que os professores sabem distinguir questões laborais de questões profissionais. Não concordo. Qual é o profissional que sendo tão atacado laboralmente, vai desempenhar bem a sua função? Quem se levanta cedo, cheio de vontade de desempenhar bem a sua profissão, se constantemente vê o seu poder de compra diminuído, se não pode prestar auxílio aos seus descendentes doentes e se vê a sua avaliação ser feita de um modo completamente abstracto nos métodos, mas com consequências gravíssimas concretas para a progressão na carreira profissional?
Já agora, quem vai avaliar todos os avaliadores? Mesmo que sejam inspectores do Ministério, quem os avalia?
  | | O tópico foi bloqueado.